Visivelmente abalada, prefeita esclarece sobre exonerações        

A necessidade de adequação do índice de comprometimento da arrecadação municipal com a folha de pagamento levou a exonerações de servidores comissionados na Prefeitura de Cacoal e esse foi a pauta tratada em coletiva de imprensa na manhã desta terça-feira (8) pela prefeita Glaucione Rodrigues.

Assessoria
Publicada em 08 de agosto de 2017 às 15:21
Visivelmente abalada, prefeita esclarece sobre exonerações        

A necessidade de adequação do índice de comprometimento da arrecadação municipal com a folha de pagamento levou a exonerações de servidores comissionados na Prefeitura de Cacoal e esse foi a pauta tratada em coletiva de imprensa na manhã desta terça-feira (8) pela prefeita Glaucione Rodrigues. A redução dos repasses federais e estaduais é o motivo de elevação do índice de gastos com pessoal, já que com gastos fixos na Folha e repasse menor, o índice, que tem limite prudencial de 51,3%, chegou a 55%, a caso a medida não fosse tomada a administração municipal poderia ficar impedida de receber recursos, celebrar convênios e outras medidas previstas na Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).

Os números apresentados pela prefeita mostram que os gastos com pessoal em comissão equivalem a 7% da arrecadação e que as demissões representarão cortes de R$ 340 mil. Reconhecendo a importância do trabalho das pessoas dispensadas e visivelmente abalada, Glaucione Rodrigues reconheceu que haverá prejuízos nos trabalhos oferecidos pela Prefeitura e pediu que os servidores efetivos, que somam 1.800 pessoas, se esforcem para que a população não seja prejudicada.

Sobre a arrecadação municipal, a prefeita esclareceu que não houve queda em razão das medidas adotadas pela administração municipal, como o REFIS (perdão de juros e multas aos devedores do município), e que continua cobrando dos técnicos e secretários soluções à crise financeira nacional, mas os repasses de ICMS feitos pelo Estado tiveram queda significante.

Comentários

  • 1
    image
    ARTUR 08/08/2017

    Parabéns pela decisão, tudo pela coletividade, pela cidade de Cacoal!!

  • 2
    image
    Telma Rodrigues 08/08/2017

    Parabéns à Prefeita, pela coragem de enfrentar um dos piores problemas na administração pública em nosso país: A famigerada e desnecessária contratação de pessoas (na sua maioria desqualificadas) para o exercício de cargos em comissão. Caso os gestores, nos três poderes, exonerassem todos os "aspones" desnecessários, estaria resolvido o problema do desequilíbrio nas contas públicas, nas três esferas de poder. Mas boa parte dos nossos políticos e do pessoal do judiciário, não deixam de abrigar sob suas asas a turma que os cerca... Uma maldição para o país, e a conta somos nós que a pagamos...

  • 3
    image
    joão bosco 08/08/2017

    pessoal a administração não precisa de cargo comissionado e sim de grupo de trabalho. além do mais cargo comissionado so serve para sustentar a previdencia nacional a custa da municipal. cargo comissionado e uma forma de compra de voto e formação de cural eleitoral e outra espécie do genero, os tres poderes precisam fazer a mesma coisa para sobrar dinheiro para investemento na economia.

  • 4
    image
    Ronaldo de Noronha 08/08/2017

    Ta vendo a diferença de legislativo para executivo,muito fácil esta na tribuna cobrando coisas que as vezes são impossíveis,olha a que situação chega na hora do arroxo,a arte de administrar é para poucos e tem que ter muita responsabilidade com a coisa pública,que Deus abençoe o povo de Cacoal e que seja uma administração a altura que o povo esperava.

Envie seu Comentário

Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook