Polícia Civil registra quase 250 mil ocorrências, instaura mais de 15 mil inquéritos e realiza cerca de 140 operações policiais em RO

A instituição apreendeu uma tonelada de entorpecentes, elucidou cerca de 60% dos casos de homicídios no Estado e entregou mais de 93 mil Carteiras de Identidade.

ASCOM/PCRO
Publicada em 15 de maio de 2018 às 11:18

A Polícia Civil do Estado de Rondônia tem realizado um árduo trabalho dentro do segmento da Segurança Pública, sempre com objetivo de reduzir os índices de criminalidade, buscando melhorar a  qualidade de vida dos rondonienses. Ao longo do ano de 2017 várias ações foram realizadas pela Polícia Civil e na oportunidade, aproveitamos para divulgar um resumo dos serviços prestados pela instituição à população.

Em 2017, a Polícia Civil registrou mais de 247 mil ocorrências, sendo que cerca de 95 mil foram advindas do atendimento realizado pela Polícia Militar. Contudo, mais de 150 mil ocorrências foram registradas diretamente nas Delegacias da Polícia Civil distribuídas pelo Estado de Rondônia, este número é uma demonstração  da credibilidade institucional conquistada pelo trabalho realizado em prol da sociedade.

Ainda no ano passado, a Polícia Civil instaurou 15.694 Inquéritos Policiais, deste número, mais de 14.000 foram concluídos com autoria definida, registrando assim cerca de 90% de aproveitamento do trabalho efetivado pela instituição de Segurança Pública. É importante frisar que os profissionais da Polícia Civil ainda realizaram 5.352 Termos Circunstanciados (Crimes de menor potencial ofensivo).

O Instituto de Identificação Civil e Criminal “Engrácia da Costa Francisco” da Polícia Civil do Estado de Rondônia (IICCECF/PCRO) no ano de 2017 inaugurou 22 novos postos de Identificação distribuídos em todo Estado, tendo como reflexo um aumento no número de atendimento passando de 108 mil pessoas solicitantes do RG, com essa proposta de descentralização, a Polícia Civil garantiu mais acesso ao cidadão, assim como, promoveu a entrega de mais de 93 mil Carteiras de Identidade. Vale lembrar que 80% da produção do documento de Identidade ainda é realizado manualmente. O IICC também realizou 14 Operações de Documentos na Capital e 24 no interior, assim como produziu 372 laudos papiloscópicos em local de crime e 522 laudos necropapiloscópicos, expediu ainda mais de 4.000 Certidões de Antecedentes Criminais e promoveu a abertura de 7.770 registros criminais em todo o Estado.

Quanto as operações, a Polícia Civil realizou cerca de 140 entre janeiro a dezembro de 2017. Na Operação “Meganha”, por exemplo, deflagrada pela Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (DRACO), foram cumpridos 48 mandados de busca e apreensão, mais de 30 pedidos de mandados de prisão preventiva e a solicitação de 06 afastamentos de agentes públicos. O objetivo da operação foi combater atos ilegais de favorecimento a presos do Sistema Carcerário local. A ação envolveu mais de 200 policiais civis.

Vale ressaltar que a Polícia Civil do Estado de Rondônia realizou ainda cerca de 6 mil prisões em flagrantes, cumpriu mais de 1.500 mandados de prisão, registrou 515 ocorrências do crime de homicídio e elucidou cerca de 60% destes, recuperou mais de 2 mil veículos, apreendeu 1.500 armas e cerca de uma tonelada de entorpecentes por meio do Departamento de Narcóticos da Polícia Civil da Capital e unidades do interior. Foram ouvidas ainda cerca de 60 mil pessoas nas delegacias do Estado de Rondônia, assim como, a autoridade policial solicitou mais de 3 mil medidas protetivas ao judiciário a favor de mulheres vítima de violência.

Com o fortalecimento do Fundo Especial de Reequipamento Policial (FUNRESPOL) realizado pela atual gestão, a Polícia Civil arrecadou nos últimos anos mais de R$ 8 milhões, tendo realizado com este recurso investimentos em equipamentos permanentes a exemplo de computadores, cadeiras, mobiliários e divisórias, impressoras, aparelhos celulares, bebedouros, arquivos deslizantes, câmara de fumigação, caminhão guincho, rabecões, viaturas, caminhão baú, caminhonetes, camisetas padronizadas, entre outras ações que colaboraram diretamente com o desenvolvimento institucional.

O Delegado-Geral da Polícia Civil do Estado de Rondônia, Dr. Eliseu Muller, explica que os resultados apresentados hoje é fruto de um trabalho iniciado nos últimos anos dentro da Polícia Civil que conta com a dedicação e eficiência de seus servidores, além da colaboração incessante do Governo do Estado de Rondônia em promover qualidade para o segmento da segurança pública. “Estamos em um novo momento da Polícia Civil, implementando e desenvolvendo projetos que promovam mais eficiência nas ações da instituição com o objetivo de melhor atender à sociedade, contudo sem perder a sensibilidade para com quem faz a mão de obra deste órgão, a exemplo de nossos servidores”, disse o Delegado.

 

Comentários

    Seja o primeiro a comentar

Envie seu Comentário

Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook