Garota de Cerejeiras que morreu após ser espancada pelo marido no Mato Grosso será sepultada neste sábado

Suspeito do crime continua negando o crime, mas justiça mandou prender.

Fonte: Folha do Sul
Publicada em 30 de junho de 2018 às 09:20
Garota de Cerejeiras que morreu após ser espancada pelo marido no Mato Grosso será sepultada neste sábado

Será sepultado na manhã deste sábado, 30, na cidade de Cerejeiras, o corpo da babá Cristiane Machry de Oliveira, de 25 anos. Ela estava internada num hospital de Cáceres, no Mato Grosso, onde deu entrada no dia 19 de junho, com uma lesão na cabeça. O ferimento era grave, a ponto de a garota ter perdido massa encefálica.

Quando deu entrada no hospital, o marido dela, Uéliton Rodrigues de Jesus, 26 anos, alegou que a jovem havia sofrido um acidente doméstico. Segundo ele, a esposa tinha caído no banheiro, batendo a cabeça no vaso sanitário.

Vizinhos do casal disseram à polícia que as brigas entre eles eram constantes e, após constatar indícios de que Cristiane havia sido espancada pelo parceiro, o delegado Miguel Macário Lopes, da cidade de Rio Branco (MT), onde morava a moça, pediu e a justiça determinou a prisão temporária do suspeito.

Uéliton foi preso quando visitava a esposa, no hospital de Cáceres, e continuou negando o crime, mas para a polícia as circunstâncias indicam que ele foi o autor da violência doméstica que resultou na morte da cerejeirense.

Por telefone, o FOLHA DO SUL ON LINE conversou com um tio da vitima, que é dono de um restaurante em Cerejeiras. Ele disse que os pais de Cristiane, que trabalham como caseiros numa chácara na cidade de Pimenteiras, viajaram para Cáceres tão logo foram informados da internação da filha, em decorrência do suposto acidente. Lá, souberam que ela havia sido agredida.

Segundo o familiar, a garota havia morado em Cerejeiras até quatro anos atrás. Numa visita ao irmão, em Rio Branco (MT), cidade que fica a 367 km de Cuiabá, ela conheceu e se apaixonou pelo marido, passando a morar com ele desde então. A família desconhecia o lado violento de Uéliton.
 

Comentários

    Seja o primeiro a comentar

Envie seu Comentário

Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook