Sucessão estadual: a corrida começou!

Nomes como o do senador Acir Gurgacz (PDT) e do ex-senador Expedito Junior (PSDB) figuram como fortes postulantes.

Valdemir Caldas
Publicada em 18 de maio de 2017 às 13:37

A um ano e quatro meses da eleição para o governo de Rondônia, começa a esboçarem-se os possíveis candidatos à vaga do governador Confúcio Moura (que já está com o passaporte carimbado para o Senado). Nomes como o do senador Acir Gurgacz (PDT) e do ex-senador Expedito Junior (PSDB) figuram como fortes postulantes.

O senador Ivo Cassol é carta fora do baralho, principalmente depois que apareceu na Lava Jato. O senador Raupp, nem se fala. Politicamente, está morto. Vai tentar emplacar a reeleição, mas sabe que suas chances são reduzidíssimas. Os motivos, de tão óbvios, parece-me supérfluos citá-los. Só resta-lhe deitar para ser enterrado.

O presidente da Assembleia Legislativa de Rondônia, deputado Maurão de Carvalho, agrada, principalmente o segmento evangélico, onde desfruta de considerável prestígio. E não somente nessa seara. O seu trabalho, no comando da ALE/RO, o credencia a brigar pela principal cadeira do palácio Getúlio Vargas em pé de igualdades com os demais concorrentes.

Agora, no PMDB, Maurão não precisará mais se preocupar com a possibilidade de puxar-lhe o tapete, como aconteceu em 2014, na convecção do Partido Progressista, quando foi derrotado pela empresária Jaqueline Cassol, irmã do senador Cassol. Poderá, inclusive, fazer uma dobradinha com Confúcio.

Os observadores mais atentos consideram ainda haver muita água para correr debaixo da ponte até que se escolha o novo dirigente estadual. O desenrolar dos pródromos que marcam a eleição poderiam trazer muitas novidades, que, certamente, influenciariam, decisivamente, na vitória desse ou daquele candidato. A corrida começou! Façam suas apostas.

Comentários

  • 1
    image
    MARIO 18/05/2017

    O SENADOR ACIR COM CERTEZA É O MELHOR PARA RONDONIA.

  • 2
    image
    Flavio Jose de Souza 18/05/2017

    Jura Valdemir que o passaporte tá carimbado e o segmento evangélico serão a tônica de 2018. Vamos aguardar pra ver suas profecias. Espero que o POVO não eleja nenhum desses que vc citou na reportagem.

Envie seu Comentário

Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook