Oito pessoas são presas após conflito com Polícia Ambiental

Na tarde de sábado (25), oito pessoas foram presas acusadas de desmatamento ilegal após entrarem em conflito com três policiais militares que realizavam fiscalização  no assentamento denominado "Boa Sorte".

Tudorondonia
Publicada em 27 de novembro de 2017 às 08:52
Oito pessoas são presas após conflito com Polícia Ambiental

Candeias do Jamari, Rondônia - Na tarde de sábado (25),  oito pessoas foram presas acusadas  de desmatamento ilegal , após entrarem em conflito com três policiais militares que realizavam fiscalização  no assentamento denominado "Boa Sorte" , às  margens da Estrada do Rio Preto, região rural de Candeias .

De acordo com informações dos policiais, eles estavam fazendo patrulhamento pela região para coibir crimes ambientais e,  ao passar pelo assentamento , avistaram três homens usando motosserras para fazer derrubadas de árvores ,  efetuaram a apreensão do material e prenderam os suspeitos, momento em que vários assentados partiram para cima da guarnição,  composta apenas por três policiais.

Eles relataram terem sido agredidos e não conseguiram sair do local,  pois alguns assentados arrebataram os presos e recuperaram as motosserras, frustrando a ação dos PMs.

Os policiais pediram reforço e retornaram para o mesmo local,  onde usaram  bombas de efeito moral  para conter os ânimos de assentados, sendo detido oito pessoas deles e apreendidos vários facões e foices,  além de objetos perfuro -cortantes .

Os presos foram  encaminhados para a Central de Flagrantes na capital.

Pelo menor 30 pessoas que moram no assentamento também estiveram na central de polícia e relatam que foram agredidas com chutes e socos. Pessoas que estavam filmando tiveram seus celulares tomados e a gravação,  apagada, sem contar que bombas foram estouradas perto de crianças, deixando em pânico as  pessoas que estariam ali apenas para trabalhar . Uma das pessoas disse que não se trata de invasão, mas de terras arrendadas. 

O caso foi registrado como desmatamento ilegal.

Comentários

    Seja o primeiro a comentar

Envie seu Comentário

Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook