O Plano B de Cassol

Após o militar-deputado federal Jair Bolsonaro optar por ingressar no Partido Ecológico Nacional (PEN)  para tentar disputar o Palácio do Planalto, a piada corrente nesta terça-feira no meio dos congressistas é de que o PEN filiou um predador.

Por Robson Oliveira
Publicada em 02 de agosto de 2017 às 10:02

FICHA SUJA – Embora o senador Ivo K-SOL (PP) declare que é candidatíssimo ao Governo de Rondônia em 2018, acionando inclusive correligionários para dar visibilidade à             declaração, a situação jurídica dele é difícil porque sangrara na campanha com a pecha de ficha suja. Uma campanha na defensiva é extremamente desfavorável a quem tem               que ficar todos os dias se justificado nos programas de TV e rádio, ainda mais quando todos sabem que, na hipótese de sair vencedor, K-Sol não assume.

PLANO B – É provável que o senador pepista mantenha a pré-candidatura até as vésperas das convenções, mas há quem aposte que na hora da homologação ele saque do colete uma outra candidatura ligada ao grupo familiar. Cogita-se em reservado que Jaqueline Cassol, caçula do clã, seja a mais cotada para encarar a disputa e o mano, senador Ivo, sendo o principal cabo eleitoral nessa empreitada. Daí a razão dele alardear um ano antes a suposta candidatura.

CASCATA – Há quem jure que pesquisas realizadas mês passado em todo o estado tenham captado percentuais tão animadores em favor de Ivo K-SOL motivando o senador a concorrer mesmo com liminar. São números anabolizados por quem tem interesse de contaminar o ambiente político e impedir que conversas entabuladas entre partidos evoluam em acordos. Quem tem acesso aos números reais dos prováveis candidatos sabe que os únicos percentuais expressivos hoje são do eleitor que não vota em nenhum dos candidatos pesquisados. Percentuais diferentes não passam de cascata.

DIFERENÇAS – É real que o senador K-Sol seja uma liderança importante em parte do eleitor rondoniense, em particular no interior. No entanto, há uma diferença enorme em alardear por aí que haja uma grande parcela do eleitorado mobilizada pedindo o seu retorno. Não podemos é superestimar sua força, mas também não é inteligente subestimá-lo. Ousadia e coragem não lhe faltam.

JOGO – Nesses meses que antecedem o período eleitoral são absolutamente normais as conjecturas sobre candidaturas, em especial quem esconde o jogo. Até junho de 2018 os cenários vão modificar diversas vezes e a coluna aposta que muita gente que se lança hoje candidato a governador não sobreviverá, e quem esconde o jogo entrará na disputa como titular. O momento é para se especular mesmo. Inclusive nesta resenha.

ARQUIVADO – O Ministério da Educação mandou arquivar um processo administrativo que tramitava contra o ex-reitor José Januário, entre outros professores, por carências de provas. Apesar da boa notícia, o ex-magnifico ainda responde por fatos semelhantes na esfera judicial penal e civil.  

PIADA – Após o militar-deputado federal Jair Bolsonaro optar por ingressar no Partido Ecológico Nacional (PEN)  para tentar disputar o Palácio do Planalto, a piada corrente nesta terça-feira no meio dos congressistas é de que o PEN filiou um predador. O ambiente político está para terra arrasada e a bicharada está em pé de guerra, literalmente...

CONTRAMÃO – O ex-presidente da Câmara Federal Ulisses Guimarães costumava ensinar aos políticos noviços que o Congresso Nacional tinha medo somente de povo na rua. Como não há ninguém nas esplanadas dos ministérios protestando, essa deve ser a razão pela qual os deputados federais podem mandar às calendas o pedido feito pelo MPF para processar o presidente Michel Temer, embora todas as pesquisas divulgadas até ontem apontavam maioria contrária à permanência de Temer na Presidência da República.

AMEAÇA – O presidente do PMDB em exercício, Romero Jucá, ameaçou os deputados federais do PMDB para que todos votem contra o pedido de admissibilidade para processar Temer. Quem se insurgir e votar em sentido contrário poderá ser expulso do partido.

DA OUTRA – Em depoimento à Polícia Federal no inquérito aberto a partir da delação de Sérgio Machado, o ex-presidente José Sarney revelou que o delator era tão próximo e o chamava de pai. Como Sérgio Machado envolveu Sarney (o papai) nos malfeitos da lava jato, há quem diga que o alcaguete é um filho da....

DELAÇÕES – Começam a pipocar nos meios jurídicos uma quantidade enorme de delações com conteúdos repetitivos. Alguns, segundo críticos, não estão se confirmando. Exemplo claro é a de Sérgio Machado.

CARGAS – O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Federal, voltou as cargas contra o procurador-geralRodrigo Janot. De acordo com o ministro, o STF errou ao ficar a reboque das “loucuras” do procurador.

LIBEROU – o Supremo liberou da prisão nesta terça-feira o Procurador da República Ângelo Vilela e o advogado Willer Souza, presos na delação da JBS. Os dois são suspeitos de repassarem informações sigilosas ao grupo de Wesley Batista. 

Comentários

  • 1
    image
    Lebron James 02/08/2017

    #bolsonaro2018. É cada uns jornalistazinhos fundo de quintal, feito nas coxas, com umas matérias ridículas. Aos comunistas esquerdopatas, que criticam Bolsonaro, se mude la pra Venezuela, porque la está imperando a tão sonhada democracia que vocês querem implantar aqui no Brasil, vocês só podem ter estrume no lugar do cérebro!... , comunismo é a pior doença que existe no mundo, Coreia do norte, Venezuela e Cuba, entre outros, são belos exemplos da democracia comunista, que nada mais é, que uma ditadura disfarçada de comunismo. e ainda tem uns tolos que defendem essa doença. Bolsonaro é o remédio pra esse câncer chamado comunismo.

Envie seu Comentário

Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook