Marinha Raupp solicita conclusão dos conjuntos habitacionais de Rondônia e defende construção de equipamentos sociais

Este foi o objetivo da reunião viabilizada pela deputada federal Marinha Raupp junto com o senador Valdir Raupp, no Ministério das Cidades.

Assessoria
Publicada em 18 de maio de 2017 às 13:40
Marinha Raupp solicita conclusão dos conjuntos habitacionais de Rondônia e defende construção de equipamentos sociais

Priorizar o término da produção habitacional do Programa Minha Casa Minha Vida em Rondônia, além de solicitar a construção de equipamentos públicos sociais nestes empreendimentos, como escolas, creches, unidades de saúde, praças públicas, entre outros. Este foi o objetivo da reunião viabilizada pela deputada federal Marinha Raupp junto com o senador Valdir Raupp, no Ministério das Cidades.

Em audiência com a secretária Nacional de Habitação, Maria Henriqueta Alves, com a participação da secretária de Estado de Ação Social, Hérica Fontenele e a secretária municipal de Habitação e Regularização Fundiária de Porto Velho, Márcia Luna, foram abordadas as questões de infraestrutura dos conjuntos habitacionais Cristal da Calama I e II (2.941 unidades), Orgulho do Madeira (4.000 unidades), Porto Belo (1.088 unidades) e Morar Melhor (2.412 unidades), todos em Porto Velho, e os residenciais Rondon (600 unidades), Capelasso (800 unidades) e Morada Melhor (1.456 unidades), em Ji-Paraná.

A reivindicação da comitiva refere-se às questões de infraestrutura, término dos espaços públicos nos diversos conjuntos, conclusão de obras em andamento e outros entraves que estão adiando a entrega destas moradias. Em agosto passado, a deputada já havia se reunido com este mesmo grupo na Secretaria Nacional de Habitação para pontuar ações junto ao Orgulho do Madeira e Morar Melhor.  

Marinha Raupp defendeu que, além da finalização das obras nestes conjuntos habitacionais, também seja viabilizada a construção de equipamentos sociais para oportunizar moradia digna aos milhares de famílias rondonienses, conforme solicitações anteriores feitas à Secretaria Nacional e ao Governo do Estado. “Esse trabalho social deve ser componente obrigatório num processo de mudança das famílias. Não é só a casa para morar. É a escola, a pracinha, a unidade de saúde, todos os equipamentos que são necessários para se viver com dignidade”, reforçou a deputada.

A mesma opinião é partilhada pela secretária de Ação Social do Governo de Rondônia, Hérica Fontenele, que solicitou a garantia dos recursos do FAR (Fundo de Arrendamento Residencial) para a construção desses equipamentos. “Queremos finalizar o que já está bem adiantado, mas sem esquecer que é preciso dar melhores condições para nossa população. ”

Também participaram da reunião os vereadores de Porto Velho, Jair Montes e Marcelo Cruz. A secretária nacional Maria Henriqueta Alves informou que irá analisar empreendimento a empreendimento para que seja construída uma solução o mais rápido possível. Ela espera definir com o ministro nas próximas semanas uma data para a entrega parcial do Orgulho do Madeira.

Comentários

    Seja o primeiro a comentar

Envie seu Comentário

Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook