Justiça do Trabalho em RO e AC intensifica medidas de segurança após ciberataque

A informação é da Secretaria de Tecnologia da Informação e Comunicação (Setic) do Tribunal Regional do Trabalho da 14ª Região (TRT14).

​​​​​​​Ascom/TRT14 
Publicada em 18 de maio de 2017 às 13:59
Justiça do Trabalho em RO e AC intensifica medidas de segurança após ciberataque

O ciberataque registrado no último dia 12 de maio em todo o mundo não causou impactos diretos também para os usuários e jurisdicionados da Justiça do Trabalho nos estados de Rondônia e Acre. A informação é da Secretaria de Tecnologia da Informação e Comunicação (Setic) do Tribunal Regional do Trabalho da 14ª Região (TRT14).

De acordo com o secretário da Setic, Robert Rosa, nenhuma infecção foi detectada na rede interna, no entanto, forçou a adoção de medidas defensivas em todo o Regional. As principais foram o bloqueio de pen-drives e outros dispositivos de armazenamento externo, atualização de segurança do Windows e sistema de antivírus, e aumento da política de segurança relativa aos perfis de acesso à internet.

"Praticamente 95% dos nossos computadores estavam com o sistema operacional atualizado, o que certamente contribuiu para impedir a infecção, que se aproveitava de uma falha do próprio Windows, já corrigido pela Microsoft", revelou Robert.

Com o bloqueio por tempo indeterminado dos pen-drives e dispositivos de armazenamento externo, a Setic orientou seus usuários internos a utilizarem o Google Drive que pode ser acessado por todos os servidores e magistrados a partir do e-mail corporativo. Além disso, recomendou especial atenção ao baixar anexos de e-mail. "As infecções de vírus costumam ocorrer de 80 a 90% via correio eletrônico. Qualquer anexo suspeito deverá ser informado imediatamente à nossa equipe", reforçou.

Ainda segundo o secretário, a Setic mantém constante monitoramento para garantir que seus sistemas, inclusive o Processo Judicial Eletrônico, continuem funcionando perfeitamente. 

Houve notícias de que alguns TRT's desligaram suas redes no último final de semana, o que não foi necessário na 14ª Região.

De acordo com o conselheiro de Segurança Interna do presidente dos Estados Unidos, Tom Bossert, o vírus WannaCry afetou mais de 300 mil computadores em 150 países.

Comentários

    Seja o primeiro a comentar

Envie seu Comentário

Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook