25/10/2016 - 08h48min - Atualizado em 25/10/2016 - 08h48min

Isonomia do Sintero: servidores terão que comprovar habilitação para o processo em audiência pública

Segundo os servidores, a intenção é mesmo protelar para não pagar, porque com o recesso forense, os seis meses viram 10 meses e apenas no ano de 2018 poderá ser requisitado para pagamento em 2019.

Carlos Terceiro, de Brasília/DF

O processo 2039/89, conhecido como a isonomia do Sintero que envolve professores, multa e técnico-administrativos está cada vez mais longe de uma solução. Em reunião realizada na Corregedoria-Geral da Justiça do Trabalho, no último dia 18 de outubro, com a participação da juíza auxiliar da Corregedoria Geral da Justiça do Trabalho, Gisela Ávila Luz, do advogado da união, Evandro Luiz Rodrigues e do diretor Substituto do Departamento de Cálculos e Perícias da procuradoria-Geral da União, Reinaldo da Fonseca Xavier, do Juiz do trabalho de Rondônia, José Roberto da Silva, da Vice-Procuradora-Geral do Trabalho, Cristina Aparecida Ribeiro Brasiliano, do procurador-chefe da Procuradoria Regional do Trabalho da 14ª Região, Marcos Gomes Cutrim e dos representantes da auditoria Ernst & Young, auditores independentes Carlos Alberto Antonaglia e Roberto Godoy Junior, para tratar da tramitação da ação trabalhista 2039/89 e das linhas que nortearão o possível acordo.

No documento deles, a palavra “possível acordo” fica mais que claro que, mesmo tendo todo um estudo e saneamento do processo, não é certo haver acordo para pagamento.

Nesse Pedido de Providências, 00100604-39.2016.5.00.0000, dirigido ao ministro Renato Lacerda, relator do processo no TST, a pedido do CNJ que avocou para dar “maior celeridade” e não deu, de início, o relator já havia pedido 120 dias para o saneamento, foi feito em 50 laudas e enviado para o MPT que por sua vez, pediu mais 60 dias e agora, esse pretenso acordo pretende mais 180 dias para decidir, a União confessa a dívida em relação ao enquadramento dos técnico-administrativo no valor de R$ 652 milhões e ainda reconhece o pagamento da sucumbência ao advogado, no valor de R$ 85 milhões.

O MPT e a AGU, contumazes em protelar o feito, pedem ainda uma audiência pública a ser realizada somente em fevereiro de 2017, a fim de proceder ao recadastramento dos técnicos administrativos credores do respectivo montante, constantes na lista já acorda pela AGU com 1.900 servidores.

A intenção do MPT e da AGU é saber se, mesmo há 27 anos esperando por seu benefício, os servidores ainda detêm o direito a habilitação no processo. Para tanto, terão que apresentar, um a um, documentação que comprove essa habilitação.

Para se ter uma ideia, do montante de 1.900, 373 já teriam falecidos e apenas 1.836 são ativos.

O que eles pedem ao TST é a verificação e conferência da listagem dos técnicos administrativos fornecida pela União nas folhas 7.809/7.862 do volume XXV-Precatório.

Pedem ainda, a conferência do rol dos técnicos administrativos avulsos indicados no despacho de fls. 22.110/22.113, dos autos.

A verificação do pagamento da multa para cerca de 150 técnicos administrativos.

E finalmente, a conferência das listagens fornecidas pela Ernst & Young, auditores independentes.

No final do Pedido de Providência, pedem a suspensão da ação trabalhista por mais seis meses.

Essas medidas podem até ser providentes e corretas, mas, o prazo de seis meses está sendo questionado em razão da desnecessidade, uma vez que foram pagos com recursos federais a uma empresa auditora, feito o saneamento e o arquivo geral do governo já apresenta dificuldade para a conservação da documentação com mais de 30 anos, onde geralmente era tudo escrito a lápis, quando nem computador existia.

Segundo os servidores, a intenção é mesmo protelar para não pagar, porque com o recesso forense, os seis meses viram 10 meses e apenas no ano de 2018 poderá ser requisitado para pagamento em 2019.

Os advogados da União são responsáveis por esse valor estratosférico, uma vez que 75% do montante são juros moratórios. “Eles poderiam ter pagos lá atrás, quando a dívida estava pequena”, disse um servidor.

As pessoas estão envelhecendo, morrendo e não podem mais esperar. Os servidores vão se organizar com seus advogados para pedir o encurtamento do prazo e a desnecessidade dessa audiência pública, uma vez que o processo principal dos técnicos administrativos, sequer foi alvo de investigação. O problema apresentado em todo esse processo foi na fase de pagamento da multa e tudo foi apurado e esclarecido.

Ferem, os procuradores e autoridades envolvidas, o Princípio da Dignidade da Justiça do Trabalho e da Dignidade da Pessoa Humana.

Esse ato protelatório é desumano e desrespeitoso e pela historicidade da AGU em encarar esse tipo de ação, não garante que ao final dos seis meses haja acordo, como no próprio documento deles afirma.

Leia também:

comentários

COMENTÁRIOS


Avatar de LUCI MARIA DE SOUZA

Postado por LUCI MARIA DE SOUZA em 01/11/2016 às 12:13

Eu gostaria de saber se nos que ,recebemos temos direito em receber as correções!

168.228.198.64
Avatar de PEDRO NAZARENO

Postado por PEDRO NAZARENO em 30/10/2016 às 20:32

Amigo Carlos Terceiro, muito obrigado por nos dar noticias dessa ação, penso que deveremos manter a paciência,porque daqui a uns 50 anos todos os nossos bisnetos seguramente vão receber, creio que covardia tem limite que justiça é essa que não acaba com este descaso??????????

189.2.63.50
Avatar de JOSé DE BARROS GONçALVES FILHO

Postado por JOSé DE BARROS GONçALVES FILHO em 27/10/2016 às 07:59

Concordo, em parte, com o colega Elio Souza, no comentário logo abaixo. Para não perdermos a oportunidade de recebermos o que nos devem (a União) há mais de 27 anos, por que não se negocia um acordo de pagamento parcelado dessa dívida com os servidores envolvidos na ação??? Por que o Sintero e os advogados da ação já não negociaram neste sentido. Creio que seja melhor receber parceladamente os valores que são devidos, do que morrermos e termos que deixar esses recursos para herdeiros receberem no futuro, sabe-se lá quando!!! É uma sugestão que acredito seja pertinente nessas circunstâncias. Ou estou enganado???

189.125.239.92
Avatar de GENY DAHER SOBRINHA

Postado por GENY DAHER SOBRINHA em 26/10/2016 às 08:05

faça o que é justo mas não demore porque a vida é curta.Estou ansiosa e pronta para receber esse pagamento.Peço aos Judiciários brevidade no processos.

200.198.228.187
Avatar de CESAR

Postado por CESAR em 26/10/2016 às 07:50

é assim mesmo! os funcionários públicos não tem ninguem que possa vir em defesa dos mesmos.cade os senadores, deputados federais?? cadê isso é uma aberração o que estao fazendo.

200.101.71.212
Avatar de ELIO SOUZA

Postado por ELIO SOUZA em 25/10/2016 às 17:10

e so parcelar 60 vezes no tanto que o brasil arrecada .ta ffacil .

177.22.97.228
Avatar de SEBASTIãO UMBELINO

Postado por SEBASTIãO UMBELINO em 25/10/2016 às 15:46

Senhor Deus, tenha misericórdia de nós! apenas queremos receber o que é nosso, não roubamos, temos direito constitucionalmente, que seja feita justiça, antes que todos morram, precisamos nos ajuntar e fazer uma manifestação contra essas ideias, vamos convocar o sindicato e os advogados dessa causa URGENTE!!!

201.41.90.249

Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook

publicidade
POLíTICA | matéria escrita em 22/02/2017 ás 15:42:00

Deputado apresenta PEC 303/2017 que poderá transpor servidores até 1991

Além dos servidores da administração direta , o texto contemplou as autarquias, entre outros.

POLíTICA | matéria escrita em 22/02/2017 ás 15:31:00

Capixaba vai ao Planalto e a Ministério exigir suspensão da compra de café do Vietnã e Temer atende o pedido

parlamentar disse que o Ministro da Agricultura precisa entender que o café brasileiro é um dos melhores do mundo e o Estado de Rondônia oferece o melhor café, o Conilon.

GERAL | matéria escrita em 22/02/2017 ás 15:28:00

BAILINHO DA AURORA É OPÇÃO DE CARNAVAL PARA CRIANÇAS NA CAPITAL

Evento acontece de 25 a 28 de fevereiro, das 16h ás 19h, na Praça de Eventos Calama, do shopping.

GERAL | matéria escrita em 22/02/2017 ás 15:25:00

Prefeitura estuda calçadão da EFMM até Mercado do Pescado

Recursos para a obra estão assegurados por emenda já empenhada do senador Ivo Cassol.

POLíTICA | matéria escrita em 22/02/2017 ás 15:23:00

Cleiton Roque discute emendas para melhorias no município de Primavera

Deputado se reuniu com o prefeito Eduardo Bertoletti para falar sobre possíveis emendas para o município.

POLíTICA | matéria escrita em 22/02/2017 ás 15:18:00

Deputado Lazinho agradece por ações do Governo do Estado em Jaru

Acordo vai garantir construção e reforma de pontes em várias linhas da região.

POLíTICA | matéria escrita em 22/02/2017 ás 15:16:00

Aélcio diz que o Brasil está retomando crescimento

Segundo o parlamentar, o crescimento econômico já está tomando corpo.

POLíTICA | matéria escrita em 22/02/2017 ás 15:13:00

Airton Gurgacz visita escola e atende comunidade de Presidente Médici

Comunidade solicitou melhorias na estrutura da escola e das estradas.

POLíTICA | matéria escrita em 22/02/2017 ás 15:11:00

Comissão de Agropecuária da Assembleia faz balanço de dois anos

O fortalecimento do setor foi avaliado como altamente positivo pelos membros da comissão.

POLíTICA | matéria escrita em 22/02/2017 ás 15:08:00

Comissão debate educação integral e convoca secretário

Titular da Educação foi convidado a expor planejamento na próxima reunião.

GERAL | matéria escrita em 22/02/2017 ás 15:05:00

Prefeitura de Porto Velho terá ponto facultativo segunda e terça

Decreto do prefeito dr Hildon mantém serviços essenciais de saúde e limpeza.

POLíTICA | matéria escrita em 22/02/2017 ás 15:02:00

Capixaba convida Michel Temer para entrega de casas populares e visita a capital do café

Nesta quarta, 22/02, o jato da FAB  pousou no aeroporto Capital do Café trazendo a equipe de governo e de inteligência para vistoriar o local onde o Presidente da República desembarcará .

POLíTICA | matéria escrita em 22/02/2017 ás 14:58:00

Maurão e Rosangela asseguram mais de R$ 2 milhões para Vilhena e Pimenteiras

Deputados receberam prefeito de Pimenteiras e presidente da Câmara de Vilhena.

POLíTICA | matéria escrita em 22/02/2017 ás 14:54:00

Presidente da Assembleia recebe vereadora de Ministro Andreazza

Zélia Maria Oliveira solicitou convênio de R$ 600 mil para reformar escolas municipais.

POLíTICA | matéria escrita em 22/02/2017 ás 14:52:00

No DER, Lazinho pede melhorias para ruas e linhas de Jaru

Parlamentar é acompanhado por prefeito e vereadores.

publicidade
publicidade
© Tudo Rondônia 2005-2016 web site jornalístico - todos os direitos reservados
Editor responsável: Rubens Coutinho/ Registro Profissional 192 DRT/RO
Redação e administração: Avenida Calama com Lauro Sodré, 1118 - Salas 305 e 306 - Bairro Olaria - Porto Velho, Rondônia - CEP 76801-276 MSN/e-mail: tudorondonia@gmail.com