Isonomia do Sintero: ministro diz a parlamentares e sindicalistas que o dinheiro não vai demorar para ser depositado

A previsão do ministro é que pelo menos em maio o Tesouro Nacional deposite os R$ 679 milhões para pagamento do precatório principal.

Na Hora On Line
Publicada em 11 de abril de 2018 às 23:30
Isonomia do Sintero: ministro diz a parlamentares e sindicalistas que o dinheiro não vai demorar para ser depositado

O deputado federal Luiz Cláudio (PR-RO), senador Ivo Cassol, Presidente do Sintero, Lionilda Simão, Diretor financeiro, Manoelzinho e o advogado da ação, Luís Felipe Belmonte, estiveram em audiência hoje com o ministro presidente do Conselho Superior da Justiça do Trabalho, João Batista Brito Pereira, tratando do pagamento dos precatórios dos técnicos administrativos do processo 2039/89.

O governador Daniel Pereira, colocou à disposição da bancada federal e do Sintero, a Superintendência de Integração em Brasília, para dar suporte nas audiências em busca da solução do pagamento da isonomia da educação. Daniel lembra que é um dos fundadores do sindicato e entende que os técnicos da educação, assim como os professores, merecem receber seus precatórios o mais rápido possível .

Na ocasião, Ivo Cassol fez uma explanação mostrando as fotos das pessoas que estão em cadeira de rodas, doentes e idosas com dificuldade de locomoção, precisando receber seus direitos que vem sendo “empurrado com a barriga” por quase 30 anos.

O senador disse ainda ao ministro, que estão sobrando cerca de 90 milhões de reais, onde o juiz está aproveitando para pagar a multa de alguns servidores remanescentes, mas, precisa pagar os doentes, idosos e os que se encontram em estado de penúria, como preceitua a Constituição Federal no seu artigo 100.

Luiz Cláudio disse ao ministro que os parlamentares da bancada federal estão sendo cobrados porque anunciaram o depósito para março ou abril, contando com a informação da Secretaria do Tesouro Nacional e até o momento não foram depositados nenhum recurso para esse fim.

Luís Felipe explanou ao ministro “pari passu” todo o processo que está saneado e enxuto sem nenhum incidente pronto para ser liquidado.

O ministro elogiou o trabalho do juiz da segunda vara, José Roberto e disse que reconhece que o processo está saneado e pretende pagar o mais rápido possível.

Para que o depósito seja antecipado, o ministro informou agora à noite ao deputado Luiz Cláudio que torna necessário que o presidente Michel Temer assine um decreto solicitando essa antecipação. A bancada federal pretende ir ao presidente da república para solicitar essa providência, uma vez, que as pessoas estão morrendo sem gozar desse benefício a que faz jus. Ao todo, já faleceram 386 servidores.

A previsão do ministro é que pelo menos em maio o Tesouro Nacional deposite os R$ 679 milhões para pagamento do precatório principal.

Os parlamentares fizeram um apelo ao ministro para que acompanhe de perto essa questão por se tratar de um gesto humanitário, considerando a idade avançada dos servidores.  Na próxima semana vai acontecer mais uma audiência na Secretaria do Tesouro Nacional.

Veja o vídeo do Ministro:

Comentários

  • 1
    image
    Márcia 12/04/2018

    Alguem sabe o resultado dessa nova audiência até agora ninguém falou nada a respeito.

Envie seu Comentário

Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook