Hermínio Coelho considera absurdo projeto para contratação emergencial na Caerd

​​​​​​​Segundo o parlamentar há muita corrupção dentro do governo.

Geovani Berno
Publicada em 08 de novembro de 2017 às 10:27
Hermínio Coelho considera absurdo projeto para contratação emergencial na Caerd

O deputado Hermínio Coelho (PDT) disse em pronunciamento na tarde desta terça-feira (7) na sessão ordinária da Assembleia Legislativa (ALE), que em 2016 veio projeto para a Casa de Leis encaminhado pelo governo pedindo criação de cargos para a Caerd. “Foram 93 cargos com salários médios de 10 mil e que foi aprovado. Não atendia a real necessidade da Caerd e também como este atual com mais de 40 cargos também não”, afirmou o parlamentar.

Estes 93 cargos que ficarão vagos devido a demissões por decisão da Justiça custaram R$ 25 milhões para o Estado. Estes não estão atrasados. Enquanto isso os servidores de carreira estão com os salários atrasados e custam R$ 12 milhões.

“Não fossem estas contratações caras e absurdas não estariam com os salários atrasados”, disse Hermínio.

O mais incrível, segundo o parlamentar é que o governo deixa os servidores sem salários por três meses e ainda envia projeto com a criação de mais cargos comissionados. “É uma afronta a Justiça e a esta Casa”, destacou Hermínio.

O deputado disse não acreditar que o governador não sabe de nada. “Pra mim tem uma quadrilha dentro do governo assaltando os cofres públicos, assim como o Temer tem dentro do governo federal, aqui em Rondônia também tem”.

Hermínio falou a denúncia de esquema dentro do DER para desviar recursos de R$ 30 milhões para construção de uma ponte, feita por ele na semana passada.

“Dizem que o processo foi legal, passou pela Câmara Arbitral. Tem de apurar esta situação de forma mais detalhada”, disse Hermínio.

O parlamentar finalizou se dizendo indignado, “pois o Estado afirma que não tem dinheiro para arrumar uma maca, uma cama no Cemetron, mas tem R$ 30 milhões para torrar e favorecer alguém”, concluiu.

Comentários

    Seja o primeiro a comentar

Envie seu Comentário

Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook