Defesa civil aciona DNIT para conter erosão na BR

​​​​​​​Por causa das fortes chuvas e do trânsito pesado, houve instabilidade na margem da pista e o solo começou a ceder.

Fonte: Comdecom
Publicada em 12 de janeiro de 2018 às 10:41
Defesa civil aciona DNIT para conter erosão na BR

Atendendo solicitação feita pela Devesa Civil Municipal, órgão da prefeitura de Porto Velho, uma equipe do Departamento Nacional de Infraestrutura e Transporte (DNIT) composta por engenheiro, técnicos e operários foi designada para conter a erosão que se iniciou em um trecho da BR-364, na localidade conhecida como “Velha Mutum”, sentido Guajará-Mirim, distante 165 quilômetros da capital de Rondônia.

Diretor da Defesa Civil Municipal, Marcelo dos Santos disse que foi avisado por moradores da comunidade e pessoas que transitavam pela rodovia sobre a situação de perigo por causa da erosão. Imediatamente uma equipe do órgão municipal realizou vistoria no local e solicitou ação do DNIT em caráter de urgência, sendo prontamente atendida.

Por conta das fortes chuvas na região, parte da margem da rodovia começou a ceder. “Constatamos sérios danos em uma extensão de 150 metros do lado esquerdo da pista, sentido Guajará-Mirim. Além das constantes chuvas, o trânsito de veículos pesados ajudou a desestabilizar a lateral da pista, fazendo com que o solo cedesse”, afirmou Santos.

A equipe do DNIT está no local fazendo a contenção com pedras. Com isso, impede que a força da água danifique o solo e provoque novas erosões. “Queremos agradecer ao DNIT, que prontamente atendeu a nossa solicitação. Tal medida evita novos problemas e garante a segurança daqueles que trafegam pela região”, destacou Marcelo dos Santos.

O diretor da Defesa Civil Municipal também disse que o órgão segue fazendo o monitoramento contínuo no alto, médio e baixo Madeira, verificando o nível do rio e a situação das famílias que poderão ser impactadas no caso de uma nova grande enchente. Nesta quinta-feira o Rio Madeira estava com 13,67 metros, cerca de 70 centímetros a menos em relação ao mesmo período de 2014.

Comentários

  • 1
    image
    Emanuel neri piedade 12/01/2018

    Sinto muito em informar, mas nao se trata de pedido da defesa cuvil. Odeio quando oportunistas tentam se aproveitar do serviço alheio. A contençao na erosão no km 871 proximo à velha mutum foi ato de ofício determinado pela fiscalização do contrato de manutençao daquele trecho assim que conseguiu viabilizar a disponibilizaçao das pedras com a usina de JIRAU. Só nao havia sido feito antes por questoes do contrato. Quem está falando é o Fiscal. A Defesa civil devia é se oreocupar com as familias em situaçao de risco, e ja tomar providências, ao inves de mentir para o povo.

  • 2
    image
    Emanuel neri piedade 12/01/2018

    Sinto muito em informar, mas nao se trata de pedido da defesa cuvil. Odeio quando oportunistas tentam se aproveitar do serviço alheio. A contençao na erosão no km 871 proximo à velha mutum foi ato de ofício determinado pela fiscalização do contrato de manutençao daquele trecho assim que conseguiu viabilizar a disponibilizaçao das pedras com a usina de JIRAU. Só nao havia sido feito antes por questoes do contrato. Quem está falando é o Fiscal. A Defesa civil devia é se oreocupar com as familias em situaçao de risco, e ja tomar providências, ao inves de mentir para o povo.

  • 3
    image
    j paulo 12/01/2018

    Ainda bem que as usinas não tem nada a ver com isso. Assim dizem os fariseus. E a gente continua pagando a maior tarifa de energia do mundo, tem até bandeira vermelha quando aqui os reservatórios transbordam.

  • 4
    image
    joao roberto 12/01/2018

    Se essa estrada ficar interditadapor esse motivo ai, eso o povo quebrar o dnit em porto velho e depois um pedaco da jirau, pois esta merda ai ta desbarrancada  a dias e antes da chuva ninguem, nem dnit, nem jirau, foi ver  e agora ta feio pois esta chovendo, o povo precisa deixar xe ser cachorro e se der prejuisos a populacao do acre como falta de comida que o dnit seja o responssavel.

Envie seu Comentário

Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook