09/01/2017 - 07h58min - Atualizado em 09/01/2017 - 07h58min

“Bandido bom é bandido...”

Por ​Professor Nazareno

Professor Nazareno*

 

Os massacres ocorridos em menos de uma semana neste início de ano nos complexos penitenciários de Manaus no Amazonas e em Boa Vista/Roraima e que vitimaram quase uma centena de presos numa suposta luta entre facções rivais, mostraram ao mundo a fragilidade de nossas cadeias e do sistema carcerário do Brasil. O pior é que quase a totalidade dos cidadãos brasileiros ficou alegre e satisfeita com as mortes e defende a absurda e ultrapassada ideia de que “bandido bom é bandido morto”. As redes sociais foram inundadas com frases apoiando a matança e comemorando a carnificina como se fosse a coisa mais normal do mundo. No Brasil, país de última categoria em relação aos direitos humanos, pode ser até normal. O Estado é responsável por todos os seus presos e a vida de cada um deles está sob a tutela do Poder Público. 

Até uma autoridade do governo golpista de Michel Temer ficou feliz com a desgraça alheia. Filiado ao PMDB, Bruno Júlio, o secretário nacional de juventude afirmou que “tinha era que matar mais” e que “tinha que fazer uma chacina por semana nas penitenciárias” depois reafirmou tudo o que dissera. Bruno teria pedido demissão logo após as desastradas declarações. Se o Estado prende o criminoso e se responsabiliza por sua integridade, esse mesmo Estado tem que ser punido se algo acontecer ao infeliz. É a lei. Não é o bandido que prende o Estado. É o contrário. Bandido age como quiser, por isso é bandido. O Estado tem que ser íntegro. Quando acontecem mortes em nossos presídios, pagamos pesadíssimas indenizações ao Conselho Interamericano de Direitos Humanos da OEA e também a outros organismos.

Muitas das pessoas que defendem o horror geralmente não têm nenhum parente entre os mortos. Dizem-se cristãs, pouco ou nada entendem de leis e desconhecem, por exemplo, a passagem da mulher adúltera. Essa reação criminosa não resolve em nada o complexo problema da violência e mancha com sangue ainda mais a pouca imagem que o Brasil tem perante os países mais civilizados do mundo. A Holanda está fechando prisões por falta de criminosos. Rui Barbosa disse há mais de cem anos que “uma nação que não constrói escolas, deveria construir presídios”. Não construímos nem uma coisa nem outra. Vemos com muita tristeza até jornalistas defenderem a barbárie e fazer chacotas sobre a política de direitos humanos. Ignorantes e de má índole, parece que desconhecem os horrores do Nazismo e do Fascismo. E defendem ainda a Lei de Talião.

Violência só gera mais violência e não leva a nada. As chacinas de Canudos, Carandiru, Urso Branco e tantas outras não evitaram agora as matanças de Manaus e Boa Vista. O Estado está falido e precisa se fortalecer com uma boa e justa política carcerária. O atual governador do Amazonas, José Melo, que dentre outras coisas foi incapaz de evitar o caos, disse que entre os mortos não havia nenhum santo. E entre os políticos há algum? O Estado não prende santos, só bandidos. E não adianta mandar  levá-los para a nossa casa. É um argumento chulo e desprovido de qualquer inteligência. O mesmo se diz quando, às vezes, mostro as verdades de Porto Velho: “não gosta da cidade, vá embora”. Mas o que esperar de uma sociedade onde muitos de seus cidadãos são burros e alienados? Bandido bom não é bandido morto. É bandido preso, julgado, condenado e cumprindo legalmente a sua pena. E sem nenhum privilégio dado a ele.

 

 

*É Professor em Porto Velho.

Leia também:

comentários

COMENTÁRIOS


Avatar de MARIANA

Postado por MARIANA em 09/01/2017 às 16:03

ESTÁ COM DÓ PROFESSOR? ADOTE UM E LEVE PARA CASA, DE REPENTE VOCE ACABA CUIDANDO DESTES ANJINHOS!

177.1.101.110
Avatar de EDILSON

Postado por EDILSON em 09/01/2017 às 14:22

Professor, como sempre preciso em suas colocações. Agora, faça um favor, contemple-nos com suas requintadas missivas discorrendo acerca dos cidadãos de bem que foram vítimas desses presos. Cite uma só visita feita pelos Direitos Humanos à família que perdeu o seu único provedor, um pai de família num desses latrocínios da vida. Seja justo, já que pregar a justiça o nobre assim o faz tão bem e elenque ações que visem dar assistência àqueles perderam a vida, sonhos, família, pai, mãe, irmão, irmã, avó, avô, sogra, tio, amigos, por causa dos coitadinhos que lá se encontram. Por ora, só li um lado da história.

179.155.234.19
Avatar de MOACIR FIGUEIREDO

Postado por MOACIR FIGUEIREDO em 09/01/2017 às 10:55

Em obstante os esclarecedores comentários, concordo somente em parte com o raciocínio. Existe um princípio fundado no direito alemão de que o Estado presta o possível e o razoável. Suponha que um preso use sua própria roupa para enforcar e matar um outro colega de cela na calada da noite, sem que ninguém veja, o Estado teria realmente capacidade de evitar esta morte ?? Por outro giro, é curial não esquecer que as organizações dos direitos humanos só dá ênfase aos presos, as vítimas desses preso que procurem se virar !! Bom, a resposta também se amolda aquele princípio acima citado, haja vista que estas organizações efetivamente também só podem se dedicar ao possível e ao razoável, não é mesmo !!! Temos de ter cuidado com algumas conclusões de caráter absoluto haja vista a complexidade dos atos sociais e das particularidades que os envolvem.

187.53.61.109

Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook

publicidade
GERAL | matéria escrita em 24/02/2017 ás 16:55:00

PARCERIA DA EMDUR, FIERO E SISTEMA S É PROPOSTA PARA CAPACITAÇÃO

Pensando na cidade do futuro, o diretor-presidente da EMDUR disse  que é fundamental ter parcerias como as debatidas nesta sexta com o presidente da Fiero, Marcelo Thomé.

GERAL | matéria escrita em 24/02/2017 ás 16:52:00

Prefeitura de Porto Velho mantém forte ritmo de trabalho nos bairros

Considerando a utilização de mão de obra e maquinários próprios, os custos são muito baixos.

GERAL | matéria escrita em 24/02/2017 ás 16:50:00

MP firma TAC com hospitais particulares de Ariquemes, visando melhor atendimento a pacientes internados

Por meio do documento, os representantes dos hospitais fizeram um “pacto pelo bom e regular atendimento de saúde a ser prestado pela rede particular, devendo primar pela revisão de todos os seus atos procedimentais.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 24/02/2017 ás 16:05:00

Empresas que comercializam Rondocap terão que pagar dano moral coletivo e oferecer condições dignas a seus vendedores

aA magistrada determinou expedição de ofício ao MiPF e à PF para apuração de eventual conduta , tal como : frustar, mediante fraude ou violência, direito assegurado pela legislação do trabalho.

GERAL | matéria escrita em 24/02/2017 ás 15:58:00

Nota de pesar pelo falecimento do ex-servidor do TRE-RO jornalista Francisco Gilson de Oliveira, o Campeao

O sepultamento ocorreu às 16h (horário de Brasília) desta sexta (24), no cemitério São João Batista daquele município paulista.

GERAL | matéria escrita em 24/02/2017 ás 15:56:00

Nova autorização permite operação da UHE Santo Antônio na cota 71,3 m

Autorização Especial n° 9/2016, que permitia a operação da UHE Santo Antônio na cota 71,3 metros, havia sido cancelada pelo Ibama em razão de decisão liminar da 5ª Vara Federal Ambiental e Agrária.

GERAL | matéria escrita em 24/02/2017 ás 15:52:00

ICMBio recebe R$ 55 milhões para Rondônia

Recursos oriundos de compensação ambiental vão ser usados na regularização fundiária da Reserva Biológica do Jaru (RO) e do Parque Nacional Mapinguari (RR).

POLíTICA | matéria escrita em 24/02/2017 ás 15:45:00

Deputado Dr. Neidson cobra a retomada das obras do Hospital de Emergência e Urgência de Rondônia- Heuro

A pedra fundamental do Hospital foi lançada pelo Governador Confúcio Moura no dia 20 de Dezembro de 2013, até então na época a expectativa de conclusão da obra era de apenas 1 ano e meio.

POLíTICA | matéria escrita em 24/02/2017 ás 15:39:00

Aélcio da TV pede asfaltamento no Orgulho do Madeira

Indicação visa atender manifestações recebidas de futuros moradores do empreendimento e moradores do Bairro Mariana.

POLíTICA | matéria escrita em 24/02/2017 ás 15:17:00

Maurão de Carvalho recebe diretores do jornal Alto Madeira, que completa 100 anos em abril

Assembleia deverá realizar Sessão Solene em homenagem ao centenário do periódico.

GERAL | matéria escrita em 24/02/2017 ás 15:13:00

Incra/RO recebe pauta dos movimentos sociais em Jaru e Ji-Paraná

O movimento apresentou reivindicações em cerca de 30 áreas em todo o estado. A maioria trata de aquisição de terras, regularização fundiária, assentamento de famílias, construção de estradas vicinais, energia, educação e cestas básicas.

POLíTICA | matéria escrita em 24/02/2017 ás 15:09:00

Cleiton Roque indica recapeamento da RO 387 em Espigão do Oeste

Parlamentar cita que rodovia está tomada por buracos e inviabilizando acesso à área urbana.

GERAL | matéria escrita em 24/02/2017 ás 15:02:00

Conselheiro federal Elton Assis defende ampliação do texto da Súmula do Nepotismo

Segundo Elton Assis, a intenção da Ordem é fazer com que fique claro, no texto, que a proibição ao nepotismo também se aplica a cargos de indicação política.

POLíTICA | matéria escrita em 24/02/2017 ás 14:49:00

Dr. Neidson participa de assembleia geral do Fundo de Erradicação da Pobreza

O parlamentar ressaltou a importância dessas ações para a população ribeirinha do Estado.

POLíTICA | matéria escrita em 24/02/2017 ás 14:50:00

Jean Oliveira intercede junto ao DER por melhorias para Alto Alegre 

Prefeito agradece ao parlamentar pelas obras executadas pelo governo do Estado.

publicidade
publicidade
© Tudo Rondônia 2005-2017 web site jornalístico - todos os direitos reservados
Editor responsável: Rubens Coutinho/ Registro Profissional 192 DRT/RO
Redação e administração: Avenida Calama com Lauro Sodré, 1118 - Salas 305 e 306 - Bairro Olaria - Porto Velho, Rondônia - CEP 76801-276 MSN/e-mail: tudorondonia@gmail.com